Dona das Coisinhas

Novos e bons ventos sopram por aqui

Há tempos estou ensaiando esse post e nem sei se precisava de tanto ensaio assim. Acho que na verdade é um certo medinho, aquela resistência que a gente sempre tem com as mudanças.

bonsventos brisaEssas mudanças já vêm acontecendo no meu dia a dia há um tempo. Desde que vim morar no Rio, diminuí drasticamente a quantidade de posts no blog e isso foi uma necessidade que veio de dentro. Desde então é tanta coisa acontecendo, tanta mudança a todo tempo, que fica difícil manter um blog com assuntos estáveis. Cada dia dessa vida nova que se apresentou trouxe um gostinho de aprendizado, de quero mais, de quero aprender mais.

Eu culpo meus 30 anos por isso. Que idade maravilhosa! Foi muito estranho chegar nos 30 e sentir que pela primeira vez na vida, algo de fato mudou com a idade. Fui acompanhando amigos que também chegaram nessa casinha e parece que todos passam por um processo parecido de mudança, de auto conhecimento, de aceitação e de aprendizado.

Esse blog sempre foi muito de mim, então não tem como falar sobre as mudanças que planejo pra cá sem falar das mudanças que aconteceram aqui dentro, não é?

O que faz o coração vibrar

Isso foi o que mais influenciou todos os planos (que muito em breve já serão bem reais). Parei pra pensar porque eu já não gostava tanto de criar posts para o blog e me vi numa auto cobrança de fazer posts dobre Faça Você Mesmo. Não que eu tenha desistido de fazer esses posts ou de fazer as coisas eu mesma, mas não quero de forma alguma limitar o tema do blog.

Tantas referências, tantas técnicas manuais, tantos artistas, tantos projetos, tanta gente tem feito meu coração vibrar ultimamente, que essa foi a maneira mais sensata que encontrei de manter o blog vivo: trazendo todo esse mundo de inspirações pra cá! Vamos falar sobre design, arte, artesanato, empreendedorismo, negócios sociais incríveis, casa, decoração e faça você mesmo, claro. Os assuntos mudarão, mas o jeitinho coisinha continua o mesmo <3

Novidades

Além de abrir espaço para novos temas e muitas outras coisinhas, uma mudança foi essencial para trazer ânimo: o blog nunca teve fins lucrativos, apesar de eu aceitar posts pagos quando acho conveniente e interessante. Ele nunca teve e não é minha intenção que tenha. Esse sempre foi um meio extraordinário de comunicação, de escape, de compartilhar aquilo que faz meu coração vibrar <3 A partir de agora, a intenção é que atue de forma análoga a um  pequeno negócio social.

Untitled-1
Quando entrar algum dinheiro, será para a manutenção, para pagar as despesas com design, servidor, equipamentos, redes sociais e criação de conteúdo. Para firmar parcerias, será praxe que pelo menos uma parte do pagamento seja revertido doações que serão destinadas a projetos sociais.

Por exemplo: uma organização precisa de móveis novos na biblioteca, então procuro um parceiro de decoração que poderá ceder esses móveis e de contrapartida, ofereço publicidade no blog e nas redes sociais. Esse exemplo maravilhosamente já é real e em breve mostrarei para vocês quem é esse parceiro incrível e qual organização  recebeu a doação.

colunistas

Para não perder o ritmo e para que tudo tenha ainda mais valor e significado, recrutei um reforço pra lá de especial para ajudar com o conteúdo do blog. Já temos trocado alguns posts nas redes e no blog dela, algum palpite sobre quem é?  Também estou aceitando sugestões e ofertas de quem tem o interesse em colaborar com o blog. Podem me enviar email: donadascoisinhas@gmail.com e eu prometo avaliar com carinho.

E então? O que acha e tudo isso? Prometo voltar na próxima já trazendo posts fresquinhos e cheios de inspiração <3

Hora de praticar a empatia – Seja um doador de medula

por em amor, Dona das Coisinhas, projeto social

empatia

Nos últimos tempos andei acompanhando diferentes histórias de pessoas que passam por uma luta diária contra o câncer de medula. Algumas histórias me comoveram muito, como a do Pedrinho, filho da Fá (uma colega artesã de mão cheia), que há três anos está em tratamento contra a leucemia.

Sempre ouvi falar muito sobre o transplante de medula, já li bastante a respeito e já convivi com pacientes em tratamento. O transplante é a principal chance de cura para quem tem leucemia, um tipo de câncer que se inicia na medula óssea e causa mutações nas células sanguíneas, fazendo com que as células doentes se multipliquem rapidamente e  substituam as células saudáveis. Esse processo dificulta o correto funcionamento das células do sangue (como a defesa do organismo contra vírus, bactérias e inflamações) e causa sérias complicações na saúde dos pacientes. O tratamento mais comum é feito através da quimioterapia e da radioterapia, com medicações fortes e internações subsequentes. Quando esse tratamento não é suficiente, se torna necessário o transplante.

seja um doadorUma coisa que percebi quando comecei a despertar para o fato de que essas pessoas em tratamento contra a leucemia PRECISAM de doadores, foi que falta MUITA informação. Muita mesmo. As pessoas inclusive desconhecem o fato de que podem voluntariamente se cadastrar como doadoras e que efetuar o cadastro não significa que você passará por uma cirurgia imediatamente.

Vendo isso, chamei a Emília, do Ateliê Fofurices, a Ticiane , da Casa 18, a Amanda Mol e as amigas da …com Lola para conversar sobre um projetinho que há tempos andava esquecido. Sabia que essas meninas teriam a disposição para unir forças e retomar o Amor e Ponto e dar o pontapé inicial em um movimento bacana que no final do post você vai conferir em detalhes. A  querida Amanda Mol ficou responsável por ilustrar o processo de cadastro e doação de medula, para ficar bem fácil de entender e a gente mostra pra você como funciona!

doação de medula 1

Quem PODE doar?

  • Diabéticos podem doar;
  • Pessoas grávidas ou amamentando podem doar;
  • Pessoas que tem pressão alta podem doar;
  • Não há nenhuma restrição quanto a meningite, anemia ou hepatite ‘A’ que a pessoa tenha tido anteriormente;
  • Não há peso mínimo;
  • Pessoas que tem tatuagem podem doar.

 

doação de medula2doação de medula 3 O que é a medula:  é o tecido mole dentro de seus ossos responsáveis por produzir glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

Medula óssea ≠ medula espinhal: A medula óssea é um tecido líquido que ocupa a cavidade dos ossos.

Já a medula espinhal é formada de tecido nervoso que ocupa o espaço dentro da coluna vertebral e tem como função transmitir os impulsos nervosos, a partir do cérebro, para todo o corpo. A medula espinhal não está relacionada a nenhum procedimento de doação de medula.

doação de medula 4

A doação de medula não pode ser direcionada a um paciente. O cadastro é internacional e dá a oportunidade para que pessoas doentes ao redor do mundo tenham uma chance de se curar.

E agora a melhor notícia de todas <3

No dia 02 de abril, sábado, vamos promover o Encontro DoAmor para que as pessoas se cadastrem como doadoras de medula <3 Que tal incluir seu nome nesse banco de dados do amor?

Vamos nos encontrar às 10h, no Hemorio – Rua Frei Caneca, 8, Centro, Rio de Janeiro. Lá seremos cadastrados como doadores e depois de feito o cadastro, seguiremos para um café especial e um bate papo aconchegante a fim de nos conhecermos melhor, trocar ideias, distribuir pequenos mimos de agradecimento e realizar um sorteio pra lá de especial.

Para melhor nos organizarmos, precisamos montar uma lista de interessados que efetivamente poderão comparecer.  Após a confirmação do comparecimento, enviaremos as informações sobre o encontro :) Para isso, é só preencher o formulário abaixo:

O Hemorio também está precisando de doadores de sangue de todos os tipos! Você pode aproveitar a oportunidade e doar também!

Se você se interessou pelo movimento, mas não está no Rio de Janeiro, vamos conversar? Seria bacana se conseguíssemos voluntários para reunir os grupos em outras cidades!

Fique à vontade para replicar o post e para usar as imagens com os devidos créditos para divulgar a causa <3

BrideZilah: look de noiva em conta, personalizado e cheio de amor

Nem me lembro mais qual foi a última vez que estive aqui falando sobre casamento, só sei que faz tempo e sei também que havia prometido mostrar todos os detalhes do meu look de noiva (que engraçado “look de noiva”). Bom, depois do turbilhão de fim de ano, produção a mil, muitas feirinhas e um descanso merecido, estou tentando retomar minha rotina, mas só sei que ela voltará ao normal mesmo só depois que as aulas da filhota recomeçarem.

Desde que pensei em casamento pela primeira vez, já me imaginei com um vestido curto e beeeem rodado. Já falei por aqui inúmeras vezes que eu não me imaginava casando até o dia em que resolvemos casar. E a partir daí fui pesquisando, me inspirando, até chegar no que eu queria. O Pinterest mais uma vez foi um grande aliado, salvei por lá minhas principais referências.

O vestido

www.facebook.com/rocktheweddingPara o meu vestido de noiva, eu tinha algumas exigências: pra começar, não queria pagar um absurdo num aluguel de algo padrão e depois não ter o gostinho de revé-lo. Foi aí que encontrei a Larissa, da Cabrada Peste, em BH, com os vestidos de festa mais lindos e com preços ótimos e super acessíveis. Marquei meu horário e chegando lá só tive mais certeza de que era ela quem faria meu vestido curto, rodado, cheio de saias de filó, com mini pérolas e drapeados.

www.facebook.com/rockthewedding

Essa era minha cara de desespero de noiva atrasada

www.facebook.com/rockthewedding

Buquê Flora de Série

www.facebook.com/rockthewedding

www.facebook.com/rockthewedding www.facebook.com/rockthewedding www.facebook.com/rockthewedding

Deu pra ver direitinho? Veja mais do trabalho da Larissa no Facebook.

Tiara e véu

www.facebook.com/rocktheweddingFaltando 20 dias para o casamento eu ainda não sabia o que usaria na cabeça. Queria o cabelo preso, um véu curto, mas queria algo a mais. Pesquisei, pesquisei, pesquisei e nada! Não encontrava um acessório que eu gostasse num preço bacana. Recorri ao Elo 7, Can-can (que estava na entre safra), até que achei no Enjoei! uma tiara que gostei, mas que custava singelos 1.200 reais. Mais cara que o meu vestido, não tinha como. Procurei a marca da tiara na internet e vi que era esse mesmo o preço da peça e que nem estava à venda aqui no Brasil. Fiquei triste, desapontada e achando que só aquela tiara satisfaria minha vontade. Até que tive a brilhante ideia de procurar no Aliexpress e não é que depois de tanto fuxicar, encontrei a danada? Com o frete expresso, o prazo para que ela chegasse aqui no Brasil era de 20 dias (exatamente o tempo que faltava para o casamento). Comprei e deixei que o destino (e os Correios) resolvesse se seria aquela tiara ou não. E ela chegou a tempo! Chegou bem no dia que eu ia para Minas!

www.facebook.com/rockthewedding

Me custou cerca de R$200, com o imposto (isso quando o dolar ainda era acessível). O link dela aqui.

O véu, eu quem fiz! E foi fácil! Peguei uma amostra do tecido do vestido com a Larissa e achei o mesmo tecido no Saara. Comprei o ultimo metro e meio e aí foi só cortar com as pontas arredondadas e costurar num pente com fio de nylon, que fica praticamente invisível. Segui o passo a passo do Wiki How sem botar muita fé e deu certo :D

www.facebook.com/rockthewedding

Os brincos foram presente da minha mãe e o topo de bolo feito por mim

www.facebook.com/rockthewedding

E o sapato!

Não consigo contabilizar quantas horas gastei procurando um sapato azul de salto baixo e que não fosse fino. Foram tantas horas, tanta encheção de saco com as amigas e irmãs que acabei desistindo. Mas não desisti na verdade. Comprei um sapato branco e nude, tinta para couro e mandei ver. Mais uma vez tive muito medo que não desse certo e no fim das contas, correu tudo bem!

www.facebook.com/rockthewedding www.facebook.com/rockthewedding

Ainda acrescentei um prata velho que não estava no combinado e ficou assim <3 Vou fazer um passo a passo mostrando como fiz, pois fotografei todo o processo :)

Foi um look de noiva simples, econômico, mas do jeitinho que eu queria e havia imaginado. Foi confortável, bonito e versátil. Ah! E a saia era muito rodada!

www.facebook.com/rockthewedding www.facebook.com/rockthewedding

<3

 

Fotos lindas: Rock The Wedding

Perdendo o medo de desenhar – Oficina de Ilustração Amanda Mol

Sempre fui daquelas pessoas que não sabia desenhar nada além de bonequinhos de palito e coisas tortas, com um traço seco e sem graça. Sempre disse às pessoas que não sabia desenhar, sequer colorir e exatamente por acreditar nisso, nunca havia tentado desenhar com afinco. Só que de um mês para cá eu digo o contrário: eu sei desenhar, do meu jeito e só sei porque tentei. Antes me contentava em admirar o desenho de outras pessoas e sonhar que em uma próxima encarnação eu nascesse com o dom natural de desenhar e posso provar isso que tô dizendo, pois não me esqueço de ter mencionado essa ideia errada nesse post de três anos atrás.

Não foi um sopetão mágico que me fez acreditar nisso. Foram as palavras doces, o talento e a generosidade da Amanda Mol, pessoa querida que admiro desde a primeira vista e que tem mãos de fada quando o assunto é desenho. Quem é leitor do blog com certeza já conhece o trabalho da Amanda, pois somos parceiras e não me canso de falar dela e de suas criações. Ela fez o layout do blog, da minha loja, meu convite de casamento e mais um monte de coisas por aqui.

A mais recente empreitada da Amanda é sua Oficina de Ilustração, completamente online e para quem quiser! Não tem nenhuma restrição e é um curso livre, onde a Amanda te guia a encontrar seu jeitinho nesse mundo incrível dos desenhos. Desde a campanha de lançamento eu já estava que não me aguentava de curiosidade e vontade de saber como seria o curso e quando o curso foi lançado também não poderia deixar de estar entre os alunos, pois toda a proposta da Amanda é muito bem alinhada e ela me convenceu de que eu poderia sim perder o medo de desenhar <3

referencias zizi

Minhas referências para começar e trabalhos inspiradores que amo: Amanda Mol, Lara Dias, Ju Amora, …com Lola, arte popular mexicana, fotografia e claro, cogumelos!

Venho fazendo o curso no meu ritmo e confesso que ele não é muito acelerado, mas os resultados já posso ver e estou super animada. É bom demais descobrir prazer e alegria em algo que você não se imaginava capaz de fazer. O que percebo agora é que esse é um caminho sem volta e que promete ficar cada vez mais bonito! Quanto mais você caminha, mas você quer conhecer o caminho e explorar novos rumos.

Sobre o conteúdo

A princípio pensei que o conteúdo fosse muito básico ou mamão com açúcar, pois as primeiras aulas realmente nos induzem a começar devagar, a brincar e explorar. Mas não, o conteúdo é pontual, na medida certa do que uma pessoa que quer se aventurar no mundo dos desenhos precisa, além da vontade de aprender e a coragem de experimentar. E a Amanda mostra isso pra gente de uma maneira tão incrível que é impossível escrever esse post sendo objetiva (não dá pra ser assim quando o coração explode de amor e de gratidão).

mesa

os primeiros desenhos já me surpreenderam

O material para iniciar o curso eu já tinha por aqui. Recorri ao estojo da Mari (minha filha que também é toda cheia de talento) que estava cheio de lápis aquareláveis e nem ela sabia. Já tinha aqui uma aquarela líquida que comprei há mais de um ano atrás (eu fui só ensaiando essa vontade) e alguns pincéis que não são os certos, mas que quebraram o galho perfeitamente para esse início. Ah! E eu sempre tenho muito papel! hahaha

E aí foi tirar um tempinho para fazer a oficina. Eu sugiro cuidado nessa hora, principalmente para quem tem uma agenda apertada. A gente perde totalmente a noção do tempo! E eu estou amando me aventurar assim, livremente e sem compromisso.

sagrado traço sagrado ilustra cogumelos A próxima etapa da Oficina de Ilustração me desafia muito. É fazer desenho de observação. Já estou treinando e prometo continuar compartilhando os resultados por aqui e no Instagram.

ofina amanda mol

Meus desenhos preferidos <3

Olha, se você sentiu vontade de se aventurar também, não deixe pra depois! Aproveite que no mês de janeiro a Oficina de Ilustração está com super desconto e se jogue nessa também! Vale cada centavo e a sensação ainda é de estar ganhando um presente, pois não é comum ver pessoas tão talentosas como a Amanda compartilhando o que sabem sem segredos. Clica aqui e conta pra Amanda que se empolgou depois de ler esse post!

Ficarei feliz em saber que compartilhar minhas experiências te ajudou a também perder o medo.

desenhar