reforma

Um banquinho cheio de história pra contar

Há um tempinho atrás mostrei no Instagram e na página do blog no Facebook um banquinho que ganhei e que veio acompanhado de uma história pra lá de fofa. A legenda e a foto eram as seguintes: 

“Melhor que um banquinho cheio de potencial, é um banquinho cheio de história pra contar. Ano passado fui no aniversário de uma amiga e me apaixonei pelo banquinho da avó dela. Depois que fui embora, a avó muito bonitinha disse que ela poderia me dar o banquinho. Ele ficou guardado por um ano, até que ontem foi aniversário da amiga outra vez e lá estava o banquinho me esperando. E o mais bonitinho é que foi a avó quem guardou e pediu pra me entregar”

Logo depois de postar essa foto, nos comentários tive o primeiro contato com uma moça que já ganhou um pedacinho do meu coração: a Ju Amora (com esse nome também, não podia esperar nada além de uma pessoa doce e cheia de amor pra compartilhar). Curiosa que sou, cliquei na foto de perfil dela e descobri que a moça é uma artista de mão cheia e que trabalha fazendo adivinha o que? Decorando banquinhos lindos <3
Olha ela aí!
E é muito fácil pirar com os trabalhos da Ju! Vejam e entendam que eu tô dizendo que não é qualquer banqueta que ela faz, são simplesmente as mais lindas e que não servem só para sentar, porque dá dó. São peças chave de decoração que dão vida pra sua sala, seu quarto, sua cozinha, sua varandinha, qualquer lugar!
Apenas ‘morrida’ com as banquetas neon
De primeira, me encantei pelo trabalho da Ju (já se encantou também, né?) e começamos a trocar mensagens. Ela, muito gentil e generosa, me deu várias informações que pedi (meio que na cara de pau) e eu sempre fico feliz por encontrar gente assim, do bem e desapegada, pois sempre tento agir dessa forma (e confesso que nem sempre consigo). 
Lógico que a primeira coisa que passa na cabeça da gente quando conhece alguém que faz trabalhos tão lindos é poder adquirir algo. As banquetas da Ju já estavam na minha lista de desejos quando ela se ofereceu para me ajudar a reformar o banquinho de vó, que até então eu não sabia muito bem o que fazer com ele.
E lá fomos nós!
O primeiro passo foi desparafusar a banqueta e separar as partes. Com a ajuda de um martelo e uma chave de penda, descolei a camada de fórmica que revestia a parte de cima e logo depois já embrulhei e enviei pra Ju Amora pelos Correios.
Usando dois tipos de lixa diferentes, uma mais grossa para retirar a tinta e pequenos pontos de ferrugem (100) e uma mais fina para dar acabamento lisinho (180), deixei os pés do banco livre de resíduos. Protegi os pés com fita crepe, onde eu não queria tinta. Daí foi só procurar um lugar bem arejado, forrar bem o chão com jornal e aplicar a tinta em spray. É importante seguir direitinho as instruções do fabricante e cada um segue parâmetros diferentes, então sempre leia o rótulo antes de usar. Deixei a tinta secando por um dia e depois, hora de montar. Na última foto já dá pra ver um pouquinho da maravilha desse banquinho, né?
Comprei protetores de borracha para os pés, que já estavam desgastados (custaram 2,99 numa lojinha de utilidades no Centro de BH) e arranhando o chão (o banquinho é bem antigo) e depois reuni as partes que ficaram separadas enquanto eu e Ju dávamos ainda mais detalhes especiais à história do banquinho da vovó <3
E tcharaaaannn! 
Olha que amor o que a Amora fez! Uma Cogumelândia e um gnomo tricotando coisinhas de vó! Fiquei mais que encantada com o resultado e essa já é uma das peças de decoração mais amada de todos os tempos, porque não basta ser lindo, ainda tem história pra contar!
Apenas babando no meu banquinho <3

O banheirinho dos fundos reformado com menos de R$80,00 – Parte II

por em Coisinhas DeCoração, decoração
Há um tempinho mostrei por aqui o banheirinho dos fundos de casa, que de branquinho sem sal e sem graça, virou um banheiro mais agradável e mais colorido com apenas 80 dilmas. O banheiro ganhou espelho, plantas, prateleira e alguns objetos coloridos, que deram aquele toque a mais na decoração e deixaram o lugar com vida, digamos assim. Ok, não sei banheiro é o lugar mais agradável da casa, mas sem dúvida é um lugar bastante usado e já que o uso não é dispensável, que cuidemos bem dos nossos banheiros, certo?
Por lá foi contada também uma breve história de como esse banheiro dos fundos acabou virando o banheiro principal de uma casa com 4 mulheres, o que hoje, ainda bem, está prestes a deixar de ser realidade. Mas normal… acontece nas melhores famílias e família unida sempre dá a volta por cima, cedo ou tarde.
O banheiro que era assim…
Acabou desse jeito.
Mas não parou por aí. Uma parte dessa odisséia foi carinhosamente guardada para o Casa de Colorir e a coisinha colorida da vez, quem diria, é um mini banheiro todo trabalhado nos retalhos de contact.
Com pouquíssimo dinheiro (centavos na verdade), o banheiro passou por mais transformações e ganhou mais cor.
Para começar, decorar a caixa do vaso era algo que eu não imaginava antes. Mas por que não? Triângulos pretos de contact em uma fileira na caixa branca deram outra cara ao banheiro e para fazer não tem segredo algum! Basta cortar os triângulos, limpar bem a superfície onde o contact será aplicado com um pano com álcool e mandar ver.

E na parede, mais triângulos! Só que dessa vez em CMYK, na ponta dos azulejos para dar mais cor ao banheiro. Foram recortados quadrados que depois foram divididos na transversal e viraram triângulos. O método de aplicação é o mesmo e na borda dos azulejo fica ainda mais fácil, pois havendo alguma irregularidade no corte basta acertar com uma régua e um estilete.

Aliás, ultimamente aloka dos triângulos baixou por aqui e deu cara nova inclusive aos vasos pretos e sem graça das plantas. E o melhor disso tudo? Além da economia, uma casa com mais estilo e vida <3
Para dar um toque final ao banheiro, as suculentas e cactos provisórios deram lugar à planta Peperomia e à mini samambaia. Ficou bem melhor assim e fez toda a diferença, né?


Espero que tenham gostado:) É bom lembrar que com pequenos detalhes e algumas coisinhas, é sim possível dar cara nova a um ambiente.
P.s.: A essa altura, já temos um novo banheiro, maior e reformado. Esse agora é usado somente como lavabo ;)

Cara nova para um banheiro de 1,5 m² por menos de R$80,00

por em Coisinhas DeCoração
Tenho andado com uma vontade danada de colocar a mão na massa, mas de verdade, sabe? Lógico que quando faço minhas coisinhas coloco a mão na massa, mas eu queria uma mão na massa tipo pedreiro. Eu e o noivinho temos um apê inteiro para cuidar lá no Rio, mas é complicado pra mim ir pra lá fora de feriados e período de férias. As semanas são sempre bem puxadas no trabalho, com as coisas de casa, com os projetos e agora com a volta às aulas da Mari… complica mais ainda.
Não vejo a hora de poder ir passar uns bons dias por lá e começar a botar a mão na massa de um jeito pedreiro, carpinteiro, etc. e tudo :) (Ô, Dedéia! Dá uma folguinha aí!)
Enquanto isso não acontece, não contive a coceira do bicho carpinteiro (ou seria de pé? Sim, depois de uns 20 anos fui ter bicho de pé novamente e não tenho ideia de como peguei). Observei a casa toda e pensei no que poderia ser feito e o primeiro alvo foi o banheirinho de 1,5.
Visão geral, bagunça de shampoos e cremes, espelho no lugar errado e o cantinho da vergonha. Sem comentários.
Esse banheirinho era para ser um banheiro auxiliar, já que aqui em casa tem muita gente durante o dia. Só que ele acabou virando nosso banheiro titular depois que o pedreiro não deu conta da reforma e abandonou a obra há mais de um ano atrás. Desde então, a gente não encontra pedreiro que queira pegar o serviço, que é bem complicado, já que uma parte da casa está com alguns problemas maiores. Aí, ou vem um orçamento de cair pra trás ou um desaparecimento. De certa forma, acabamos nos adaptando à situação e ainda temos fé que encontraremos uma alma caridosa que fará o serviço por um preço justo.
Enquanto isso não acontece, eu e mais três pessoas dividimos esse banheiro. E o Tiago também, sempre nos fins de semana. E já que é o que a gente tem, que cuidemos bem, certo? 
Semana passada fui à Leroy Merlin em odisséia relatada no Facebook e comprei algumas coisinhas para dar um jeito nesse banheiro.
  • Uma estante de Pinus (R$22,00 – achei caro mas acabei comprando)
  • Um espelho (R$22,50)
  • Duas mãos francesas (R$11,00 as duas)
  • Uma lixeirinha nova (R$17,90)
  • Acabei não usando o fixa fácil, vou levar pro apê no Rio
  • R$73,40 no total
Mão na massa:
Primeiro medi a altura da estante e marquei com um lápis onde faria os furos dos parafusos na madeira e na parede, sempre simulando onde ficaria a mão francesa e com a ajuda da Mari. Peguei a furadeira e voilà! Aproveitei e fiz o furo para colocar o parafuso do espelho também.
Dica: é bom furar sempre entre os azulejos, no rejunte, assim corre menos risco de eles quebrarem ou trincarem.
Depois foi só apertar os parafusos e colocar tudo no lugar. Limpei a sujeira, eliminei o cantinho da vergonha, troquei a lixeirinha, levei algumas plantinhas da varanda (os cactus e suculentas estão aí provisoriamente, pois não é o local ideal para eles) e objetos do quarto para lá, achei uma lata de queijo perdida que virou porta treco e…
Que tal?
Como tenho objetos demais no quarto, foi até bom levar a garrafinha verde e a vela para essa estante, que virou meu xodó.
O móbile que veio de Londres em 2006 também ganhou cantinho novo. Aliás, Londres é o melhor lugar do mundo para comprar souvenirs indianos! E tem um fio bem discreto com espelhinhos junto dele.
Superpopulação de escovas de dente
Já o espelho deu o toque de cor que faltava.
E o cantinho que era da vergonha, virou sem vergonha e ganhou uma lixeirinha fofa.
Nada como ter um espaço mais agradável dentro de casa e ainda gastando pouco. Não é o banheiro da Mônica, minha amiga, mas é um banheirinho que acabou ficando muito simpático. Ainda tenho mais alguns planos para ele e quando eles se concretizarem, mostrarei por aqui.