Casa de Maria

Tem na Casa de Maria

por em publipost
Na Casa de Maria tem amor, ingrediente básico e que não pode faltar em receita nenhuma dessa vida.
Na Casa de Maria tem coragem, porque não é qualquer um que larga a segurança de um emprego estável para se aventurar num mundo cheio de tecidos, linhas, agulhas e tecladas incertas, mas que dadas com amor se tornam certeiras.
Quadrinho lousa lindo!
Na Casa de Maria também tem alegria, daquela que contagia e que faz a gente se sentir feliz, se sentir abraçado, dar gargalhadas e até derramar umas lagriminhas.
Corujita <3
E na Casa de Maria não podia faltar talento. Talento com as palavras que por lá têm de sobra, talento com a pressa da máquina de costura e com a calma do trabalho feito a mão.

Divino Lugarejo
É essa mistura que faz com que o trabalho da Eva Mota, no Ateliê Casa de Maria seja especial e único :) Conheci a Eva pelas internets da vida, como é comum que seja quando se vive mergulhado no mundo dos blogs de Faça Você Mesmo. Ela me chamou pra tomar um chá e eu aceitei, mas depois desse chá foram conversas que não acabam mais, um bate papo delicioso e interminável e que eu não vejo a hora de sair das pontas dos dedos frenéticos (foi assim que apelidei a Eva, devido ao conteúdo extenso de cada mensagem ou email que trocamos) e passar para a vida real. 
A Eva é o dedo frenético por trás do Blog Ateliê Casa de Maria e também da Lojinha Casa de Maria. Criadora de muitas coisas lindas, a Eva dá shoe de simpatia e de cor, diretamente da Bahia. É daqueles trabalhos para se apaixonar e não largar mais!

Na internet é comum nos afeiçoarmos às pessoas sem que nem mesmo as conheçamos e assim não poderia deixar de ser com ela. Vou confessar que às vezes até estranhava o quanto escrevia quando trocava mensagens com a Eva, pois num sou uma pessoa de muitas palavras ou de se abrir fácil com alguém que acabou de conhecer, mas ela conseguiu me destravar e me fazer confiar em alguém com quem eu possa dividir minhas experiências, meus sonhos e meus medos, sem medo de que isso me afete, pois o carinho e a verdade a gente sente de longe. Ela me ajudou a ver também como o egoísmo é feio (e quase ninguém escapa disso) e que o melhor que a gente faz na vida é compartilhar o que a gente tem de bom, aceitar que os outros compartilhem disso e se você por acaso se encontrar no trabalho de alguém, veja como carinho e admiração, coisa difícil para muita gente e inclusive pra mim, não vou negar. E sou imensamente grata por isso.

Um beijo grande das suas amigas Zizi e Ju Amora <3

*Este é post é um publieditorial feito na base da amizade e da troca de afeto