Dona da Cozinha

Sanduíche de Salmão Defumado com Guacamole

por em Dona da Cozinha

Ano passado, quando estive na Inglaterra, me entreguei às delícias do salmão defumado. Eu nunca havia provado por falta de interesse, apesar de sempre frequentar restaurantes japoneses e adorar salmão!

sanduiche salmao

Quando estávamos na casa da minha irmã, em Southampton, ela fez uma festinha para os coleguinhas do meu sobrinho e serviu sanduíches de salmão defumado com abacate. Pra mim foi uma mistura inusitada e que nunca mais me saiu da cabeça de tão surpreendente e gostosa. Me lembro de ter ido ao mercado com ela e dela comentar que o salmão defumado por lá era bem mais barato que aqui no Brasil, cerca de 2 libras por embalagem (não me lembro quantos gramas vinham, mas com certeza era bem mais do que as que encontro aqui no Brasil).

Em Londres, última parada da nossa viagem, ficamos hospedados na casa de uma brasileira, a Tete, que nos recebeu como se fossemos parte da família (inclusive se passou por minha mãe para intimidar um taxista de caráter duvidoso). E umas das coisas que me lembro era que de noite ela sempre preparava um salmão defumado com um fio de azeite, limão siciliano e pimenta do reino, depois servia com um pão italiano. Era uma delícia!

Chegando aqui no Brasil, obviamente o salmão inglês não me saiu da cabeça. Não cheguei a procurar lá em Nova Lima, pois não tinha o costume de ir ao mercado, mas quando me mudei para o Rio e passei a ir ao mercado com certa frequência, fui logo procurar. E para minha surpresa era um preço até acessível (ignorando a quantidade). Hoje em dia pago de 10 a 14 reais em 100 gramas de salmão defumado, mas com isso consigo fazer dois sanduíches beeem recheados! E é claro que não como salmão defumado todos os dias (mas bem que gostaria).

sanduiche salmao e abacateEntão criei minha própria versão do sanduíche de salmão com abacate, misturando as influências inglesas e as mexicanas que tanto amo (vai entender, mas num é que a mistura deu certo?) <3 Então chega de blablabla e que tal a receita?

Guacamole
– 1 abacate médio quase maduro
– 1 limão espremido
– 1 tomate bem picadinho
– 1 colher de chá de sal (vale temperar a gosto)
– Pimenta tabasco a gosto
– Cominho a gosto
– e o segredinho: lemon pepper! Encontrei esse tempero em um mercado aqui no Rio, é uma delícia.

Parta o abacate no meio e retire a polpa com a ajuda de uma colher. Amasse bem a polpa, acrescente os temperos e por último o tomate. É importante ir provando para não errar a mão no tempero.

Sanduíche:

Usei:
– 2 pães franceses
– 1 embalagem de 100g de salmão defumado temperada com meio limão siciliano, 1 fio de azeite e pimenta do reino branca moída na hora
– Queijo ralado. Usei queijo Grana, mas você pode usar um pouquinho de parmesão.

Depois é só montar! Coloquei as fatias do salmão, polvilhei o queijo por cima e depois cobri com guacamole.

Sobrou guacamole, pois um abacate dá pra fazer muita! Mas nada que uma tortilha de milho não resolva ;)

Meu jardim de cogumelos + uma receita de bruschetta

por em amor, Dona da Cozinha, Dona das Coisinhas

Há algumas semanas atrás recebi aqui em casa uma caixa pesada e dentro dela mais duas caixas cheias de surpresinhas incríveis. Uma delas levei para Minas e dei para os sobrinhos pequenos e a outra coloquei na minha cozinha.

Captura de Tela 2015-05-11 às 18.19.45

Porém, eu só veria aquelas surpresinhas se cuidasse bem da caixinha por algumas semanas, borrifando água todos os dias e mantendo-a protegida da luz direta e do vento. E assim foi. Tive os cuidados por exatos 15 dias até que os dois pequenos furos que fiz na caixa começassem a dar sinal de vida.

Captura de Tela 2015-05-11 às 18.18.31

15 dias cuidando da caixinha

Desde que vi os primeiros pontinhos brotando, imaginei que ainda faltavam alguns dias para finalmente ver o que me esperava. Mas para a minha surpresa, no dia seguinte eu já tinha lindos cogumelos na minha cozinha.

Captura de Tela 2015-05-11 às 18.18.54

Mais um dia e foi hora da colheita de lindos e suculentos shimejis brancos. Perfeitos, cultivados em casa e sob meus olhos e cuidados. E ainda mais: dentro de pequeno um canteiro portátil feito com borra de café reaproveitada. “Coisa de cientista maluco”, pensei eu.

Captura de Tela 2015-05-11 às 18.19.12

Não tenho dúvidas de que foi uma experiência incrível essa proporcionada pelo pessoal da MushGarden. Nunca tinha imaginado que eu mesma poderia cultivar meus próprios cogumelos sem muitos conhecimentos sobre biologia (a não ser aquele que já acumula poeira da época do colégio). E vê-los crescendo da noite para o dia foi sensacional. Esse foi o resultado da primeira colheita e já me preparo para uma segunda, na mesma caixa!

E claro, uma receitinha rápida e fácil não poderia faltar. Que tal fazer bruschettas para o jantar ou para tira gosto?

Captura de Tela 2015-05-13 às 18.49.57

Você vai precisar de:

  • Cogumelos da sua preferência
  • Uma colher de sopa rasa de manteiga
  • Alho  e cebola picados
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino moída
  • Manjericão ou um “verdinho” de sua preferência
  • Gosto de usar também uma pitada de curry
  • 3 colheres de sopa de molho shoyu
  • Queijo parmesão ou grana ralado
  • Azeite
  • Pão

Modo de preparo:

Aqueça uma frigideira e refogue a manteiga, o alho e depois a cebola. Acrescente os cogumelos, a pimenta, o verdinho e o curry. Quando o cogumelo estiver amolecendo, coloque o shoyu e depois desligue o fogo. Acerte o sal, mas cuidado com ele, pois o shoyu geralmente já é bem salgado!

Pré aqueça o forno por 10 minutos enquanto fatia o pão (eu preferi partir no meio). Coloque um fio de azeite sobre os pães em uma assadeira, depois coloque uma porção de queijo em cada fatia de pão. Por cima da porção de queijo (pode ser misturado no queijo também), coloque o refogado de cogumelo sem muito caldo. Leve ao forno médio por aproximadamente 10 minutos e tá pronto <3

Eu ainda usei um bifinho que tinha sobrado do almoço, fiz ele picadinho e misturei. Ficou maravilhoso, apesar da aparência duvidosa para muitos. hahaha

Compre seu MushGraden ou conheça os pontos de venda

Aqui você encontra outras receitas usando cogumelos.

Esse post não é um post pago. Recebi o produto, gostei MUITO e resolvi compartilhar.

A descoberta do vinagre

por em coisa de vó, Dona da Cozinha

Antes de tudo, queria contar pra vocês que sempre fui uma pessoa que detesta (até então detestava) vinagre e o cheiro do vinagre. Apenas tolerava, mas não em grandes quantidades, até porque, convenhamos, não é das coisas mais agradáveis desse mundo.

Lembro bem de quando era criança na idade e passava o dia inteirinho na piscina do clube, quando chegava em casa com o cabelo duro de tanto cloro minha mãe me obrigava a passar água morna com vinagre no cabelo depois de passar o condicionador. E não podia enxaguar! Agora pense numa criança #xatiada… Depois da chateação o cheiro do vinagre logo passava  e eu esquecia que em algum momente, teve vinagre no meu cabelo.

Quando comecei a trabalhar em uma ONG ambiental, comecei também a pesquisar meios de limpeza alternativos. Nessa época me lembro de ter encontrado muitas receitas com vinagre, mas não cheguei a aplicar, pois não tinha o hábito de fazer a limpeza da casa. Agora, tendo que cuidar da casa, tenho aplicado o vinagre a várias situações e visto como funciona bem! Com isso quis saber de mais truques e usei a página do Das Coisinhas no Facebook para perguntar a moçada.

white_wine_vinegar_16x9

O resultado está aqui, compilado em várias dicas incríveis para economizar com produtos de limpeza e agredir menos o meio ambiente.

Na cozinha:

Limpar o forno: Use vinagre e bicarbonato nas paredes do forno. A mistura dissolve toda a gordura.

Limpar tábua de corte: Passe vinagre na tábua e deixe agir por alguns minutos.

Limpar fogão: só limpo usando vinagre, remove a gordura e não deixa marcas que nem os produtos químicos usados para isso

Foto: Saúde no Corpo

Foto: Saúde no Corpo

Na culinária:

Deixar o bolo fofo: Acrescente uma colher de sopa de vinagre após acrescentar o fermento/

Amaciar carne: Sempre uso uma colher de sobremesa e o bife fica bem macio.

Deixar o arroz branquinho: Use uma colher de sopa.

Lavar verduras, frutas e legumes: lave com água e deixe de molho em água com vinagre. Para as folhas, sempre lavo todas de uma vez, deixo de molho, escorro a água e depois coloco na geladeira em um plástico vedado com ar dentro. As folhas ficam fresquinhas e crocantes por muito mais tempo.

Roupas:

Desinfeta: Colocar no molho de roupas íntimas

Amacia: Colocar na lavagem das roupas, substituindo o amaciante

Ajuda na remoção de manchas: Aplique sobre a área com manchas e deixe agir por cerca de uma hora.

limpeza-piso-590px

Foto: Lucy Mizael

Na limpeza geral:

Limpeza de rejunte encardido ou com mofo: borrifar vinagre e depois esfregar.

Limpeza de vidros e janelas: Use vinagre e aplique com um pano macio.

Mofo em armários: Paninho com vinagre nele!

Cola na parede: Vinagre e paninho. O vinagre endurece a cola e fica mais fácil remover.

Tirar cheiros

de potes plásticos: lave  e aplique vinagre em seguida

cheiro de xixi e cocô de animais: lave a área com água e vinagre

de mofo: Paninho com vinagre em sofás, colchões, carpetes, almofadas. Além de tudo, ainda mata os ácaros.

Murrinha de cachorro (meu vira lata sempre usa): depois do banho do animal, despeje 2 litros de água morna com 4 colheres de sopa de vinagre. Ainda deixa o pelo macio ;)

Cuidados pessoais:

Amaciar cabelo: 1 colher de sopa de vinagre de maçã em 300ml de água, borrife no cabelo ainda molhado. O cheiro sai e realmente funciona ;)

Tirar cloro do cabelo: água morna com 2 colheres de sopa de vinagre para o último enxague.

Tá bom ou quer mais? Confira todos os comentários na página do facebook !

*Pesquisei um pouquinho antes de escrever esse post e nisso encontrei alguns materiais que não defendiam o vinagre como produto de limpeza alternativo, que era melhor usar outros tipos de produtos. Mas nenhum dos artigos que li nega que o vinagre é um bom bactericida e que também ajuda a tirar cheiros impregnados, desengordurar e remover alguns tipos de substâncias (não todos). Ou seja, não é um verdadeiro milagre,mas serve pra muita coisa.

É fácil fazer bolo de cenoura

por em Dona da Cozinha

Teve uma época na vida em que eu achava que tudo era difícil ou complicado. Cuidar de uma casa, começar um projeto do zero, viajar ou fazer um simples bolo de cenoura. Nunca fui de recusar desafios e mesmo não sabendo como se fazia muitas das coisas que acabei aprendendo, fui lá e fiz (que nem cuidar de uma filha aos 15 anos de idade).

Aprendizados nem sempre precisam ser sofridos e com o tempo, acabamos percebendo que muitas coisas vistas como obstáculos na verdade foram colocadas na nossa cabeça como tais por causa de mimimi dos outros. Enquanto se fala e reclama, nada é feito para solucionar seja lá o que for. Ultimamente tenho pensado muito sobre o que é difícil e complicado de verdade, sobre ação e inércia, sobre o tempo, a calma, a pressa e principalmente, o silêncio. Esse último tem me acompanhado boa parte do dia e me feito bem.

Tenho descoberto que com as coisas da rotina não há segredo, somente esforço para fazer um pouquinho de cada vez, com disciplina e assim, no fim das contas temos algo sólido mas ao mesmo tempo intangível e que traduz nosso esforço e aprendizado. Vale pra vida em família, vale pra casa, vale pras amizades, vale pros negócios, vale pros nossos projetos, pra tudo! E o resultado é sempre proporcional ao nosso empenho.

Bom, o último dos grandes empenhos tem sido cuidar de uma rotina que envolva cuidados com a alimentação e comida caseira. Sai muita coisa saudável dessa cozinha, ok que bolo de cenoura não é a mais mais delas, mas é daquelas coisas que eu achava mega complicadas até descobrir como se faz, graças à minha amiga Izabella, que levava pra mim no trabalho o bolo mais fofinho e gostoso que eu já havia comido.

fotobolo

Obviamente que eu, cabeça de vento que só, perdi a receita que ela me passou, mas achei outra que é bem parecida e com o resultado muy saboroso, amigos.

Os ingredientes:

  • 3 cenouras médias raspadas e picadas (usei uma cenoura beeem grande)
  • 3 ovos (quebre em um recipiente separado e só depois misture aos outros ingredientes)
  • 1 xícara de óleo
  • 2 xícaras de açúcar
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • Manteiga e farinha para untar e polvilhar a forma

Modo de preparo:

Aqueça o forno em temperatura média por 15 minutos e enquanto isso, bata os ingredientes no liquidificador, acrescentando a farinha aos poucos. Uma massa grossa vai se formar.

Unte uma assadeira com manteiga e depois polvilhe farinha de trigo. O pessoal aconselha usar uma assadeira com furo no meio, mas ainda não possuo dessas tecnologias aqui na casa nova e usai uma redonda comum mesmo. Despeje a massa na assadeira e leve ao forno por 40 minutos. Para ver se o bolo está pronto, fure com um palito de dente e se sair sem resíduos, é hora de tirar do forno.

A cobertura foi de brigadeiro usando 1 lata de leite condensado, 2 colheres de sopa de achocolatado e um pouquinho de manteiga. Deixei no ponto que levanta bem a fervura e ficou ótimo!

Quando tirar o bolo do forno, despeje a cobertura sobre ele <3 e aí é só amor!

Receita original